Entrevista com morador – Luiz Kulikowski

Entrevista com morador – Luiz Kulikowski

Entrevista com morador – Luiz Kulikowski

O jornal eletrônico do Residencial 11, entrevista o associado, Luiz Kulikowski, morador há 24 anos, casado com a Sra. M. Zulma com quem tem duas filhas e 05 netos.

Qual a sua profissão?
Médico Especialista em Clínica Geral e Medicina do Trabalho.

Trabalha em qual empresa?
Após 40 anos como médico e 09 com office boy e preposto, no momento estou aposentado.

Nas horas de folga gosta de?
Viajar, mais com a Pandemia, as viagens estão suspensas.

Qual o seu hobby?
Leitura, Estudar, Cozinhar para família e amigos.

Torce para qual time de futebol?
S.P.F.C.

Quais as iguarias preferidas?
Frutos do Mar em geral.

Estilo musical preferido?
Folclores Latino Americano

Qual o local do Residencial 11 que mais gosta?
Cancha de Bocha e Campo de Futebol. Principalmente pelo convívio de bons amigos, diria que é uma fraternidade ou irmandade.

Uma viagem inesquecível:
Várias, Karlo Vivary, em Praga, República Checa, Veneza, as Ilhas gregas, e muitas outras.

Uma cidade que já visitou e deseja voltar a visitar?
Gostaria de voltar à Patagônia Argentina, e outros lugares da América do sul.

Tem coleção de?
Cartões de bancos e crédito antigos.

 Jornal – Como conheceu Alphaville?
Luiz – Trabalhava com Gerente de SEHMT na Siderúrgica Aliperti, a Zulma já dava aula na USP, e minhas filhas Lara e Nádia, estavam cursando faculdade, resolvemos mudar de estilo de vida, buscando principalmente qualidade de vida, segurança. Quando conhecemos Alphaville soubemos que este era o nosso lugar no mundo.

Jornal – Quando se mudou para o Residencial 11?
Luiz – Em outubro de 1996.

Jornal – Antes de morar no Residencial 11 residia onde?
Luiz – Em São Paulo, no bairro da Saúde, na Av. Fagundes Filho – Próximo igreja S. Judas.

Jornal – Quando chegou a Alphaville como era o bairro?
Luiz – Era um bairro com poucas casas, poucos comércios, a maioria se concentrando no Centro Comercial. Eram pouquíssimos restaurantes, e tinha um único supermercado. Haviam poucos prédios e poucos lugares de encontro.

Jornal – Qual a sua opinião sobre Alphaville?
Luiz – Consideramos que morar em Alphaville é um privilégio que não tem preço, minhas filhas estão construindo suas famílias em Alphaville.

Jornal – Quais as principais mudanças notadas em Alphaville
Luiz – Nem todas são mudanças desejáveis. Temos muitos mais recursos e acesso a comércios, escolas, etc., mas, as construções verticais tiraram um pouco a beleza da paisagem e complicaram o trânsito nas horas de pico.

Jornal – Como é morar no Residencial 11?
Luiz – É como uma grande família, e como em toda família tem divergências, discussões, mais sempre prevalecendo o respeito e o convívio pacífico e amável.

Jornal – Qual a sua opinião sobre as atividades esportivas do Residencial 11?
Luiz – O Residencial 11 se destaca nesse sentido, é um exemplo, com todo tipo de atividades esportivas e para todas as idades. Tênis, futebol, Bocha, Malha, e um primor de academia.

Jornal – Em sua opinião, o que deve ser melhorado no Residencial 11?
Luiz – É difícil pensar em melhoras.

Jornal – Deixe uma mensagem para os associados.
Luiz – Estamos satisfeitos e orgulhosos de nossa comunidade, e, neste momento difícil de pandemia, é emocionante ver a solidariedade de todos para ajudar ao próximo nas diversas atividades programadas.

Obrigado, amigos do Residencial 11.

 

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*